You are here:-, Sin categoría-CHULC é o primeiro a estabelecer uma parceria com a ELECTRÃO

CHULC é o primeiro a estabelecer uma parceria com a ELECTRÃO

O Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Central é o primeiro do país a estabelecer um protocolo com o Electrão – Associação de Gestão de Resíduos, para a recolha de equipamentos elétricos (entre os quais lâmpadas) e pilhas usados, reforçando assim o seu compromisso com o ambiente.

A reciclagem destes resíduos é agora também uma prioridade do CHULC, graças a esta parceria, que consiste na disponibilização de meios de acondicionamento para a recolha de material elétrico e pilhas usados, de particulares, nas áreas dos seus hospitais.

A empresa Electrão compromete-se a fazer a recolha dos equipamentos elétricos, lâmpadas e pilhas usados através da retribuição de um valor atribuído por cada tonelada recolhida. Fundos destinados à melhoria das condições de atendimento e bem-estar dos doentes, famílias e profissionais nas seis unidades que compõem o centro hospitalar.

Numa primeira fase, o projeto abrange os polos do Hospital de São José, Hospital Curry Cabral e Hospital Dona Estefânia que servem uma população diária aproximada de 7.800 pessoas, entre profissionais e utentes, criando um programa de estimulação à entrega deste tipo de resíduos. Pretende-se também sensibilizar a população envolvente às áreas de inserção de cada unidade, incentivando a reciclagem através da recolha dos equipamentos elétricos, lâmpadas e pilhas usados. Outro dos objetivos é estender o projeto aos três restantes hospitais do grupo (Santa Marta, Santo António dos Capuchos e Maternidade Alfredo da Costa).

Aproximadamente, 50 milhões de toneladas de resíduos de equipamentos elétricos serão gerados mundialmente em 2019, mas apenas 10 milhões serão corretamente recolhidas e encaminhadas para reciclagem.

Apenas 20% do total dos resíduos elétricos são reciclados por ano, o que significa que cerca de 40 milhões de toneladas destes resíduos são colocados em aterros, incinerados, vendidos ilegalmente ou tratados em condições inadequadas.

Em 2019, Portugal tem como meta encaminhar para reciclagem 65% do total de equipamentos novos que entram no mercado. O CHULC, através dos profissionais, utentes e comunidade envolvente, quer ajudar a contribuir para um mundo melhor e mais saudável.

By | 2019-12-02T23:43:38+01:00 Dezembro 4th, 2019|Categories: NOTÍCIAS, Sin categoría|0 Comments

About the Author:

Leave A Comment