You are here:--Bem vindos a 2017!

Bem vindos a 2017!

O novo ano tem um significado diferente no hemisfério sul, onde nos seguem cada vez mais subscritores, que no hemisfério norte, onde superar o solstício de inverno é o sinal de partida para celebrar o Natal e depois relançar um novo ciclo, que começa logo em janeiro em pleno inverno, enquanto no sul estamos no auge do verão, imaginem só as diferenças.

No caso do Serviço Nacional de Saúde português o ano começa com vários eventos importantes que visam mobilizar os seus membros e utentes para as mudanças em curso e para as que falta iniciar.

Foi o caso da SPMS – Serviços Partilhados do Ministério da Saúde – que inicia o ano com um muito concorrido evento, sobre Transformação Digital em Saúde. Ficou bem patente que Portugal é um expoente e uma referência em e-Saúde, tanto que muitos países da Europa (e de fora da Europa) visitam este país para aprender como acabar com as receitas em papel, entre muitas outras inovações na transformação digital da saúde. No evento foi referida e agradecida a forte colaboração que se consegue entre o Estado e outros intervenientes no SNS como é o caso das farmácias e que outros países procuram replicar. Na sua intervenção de encerramento o Secretário de Estado da Saúde (Manuel Delgado), reconhece que o êxito da transformação digital em saúde é também o fruto da implicação de todos os funcionários e dirigentes do SNS e mostrou o seu grande apreço a todos por isso. Para mais informações sobre o programa e uma reportagem sobre o mesmo: aqui.

No inicio de fevereiro terão lugar dois almoço-colóquio sobre Saúde, o último dos quais será já no próximo dia 8/02 no Hotel Pestana Palace em Lisboa – “Reforma do Estado e a Saúde” – as inscrições fecham já no próximo dia 6/02.

Trata-se de um almoço e colóquio com a intervenção de Adalberto Campos Fernandes (Ministro da Saúde) e Isabel Vaz (CEO Luz Saúde).

O objectivo deste evento é o de proporcionar um momento distendido para a reflexão temática sobre a política de Saúde em Portugal e a reforma do Estado. Sendo hoje consensual em Portugal o papel do SNS como elemento charneira de uma sociedade de bem estar, importará relançar a questão do consenso para as políticas de saúde. Quais as vantagens da criação de um grande pacto de regime para a saúde em Portugal?

Se pretender inscrever-se poderá beneficiar de um desconto de 10% como membro do Fórum Hospital do Futuro: aqui.

By | 2017-02-07T14:18:02+01:00 Fevereiro 3rd, 2017|Categories: NOTÍCIAS|0 Comments

About the Author:

Licenciado em Psicologia pelo ISPA, mestrado pela Universidade de Sheffield e doutorado pela Universidade de Lancaster. Desde 1996, foi professor no Instituto Superior de Psicologia Aplicada e no ISEG (Escola de Economia e Gestão da Universidade de Lisboa). Como bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian, concluiu o doutoramento na Management School da Universidade de Lancaster em Novembro de 2000. Foi consultor do Governo Regional da Madeira (Direção Regional de Saúde) e levou a cabo diversos trabalhos de consultoria e projetos de investigação para o ISEG, INETI, Câmara Municipal de Évora, várias empresas do grupo EDP, Ministério da Saúde Portugal, Eureko BV, Observatório Europeu da Droga, e PWC, em Espanha onde reside. Como facilitador profissional certificado e membro da IAF (International Association of Facilitators), iniciou as Cimeiras Ibéricas de Líderes de Saúde em Espanha e o Fórum do Hospital do Futuro em Portugal. É especializado em GDSS (sistemas de apoio à decisão em grupo) e projeta intervenções para otimizar a mudança e a inovação em saúde e educação. Desde 2020, é cofundador da Digital Collaboration Academy, uma empresa com sede em Londres, dedicada a facilitar o caminho para a adoção de ferramentas para a colaboração digital.

Leave A Comment