You are here:--Portugal em 10º lugar na duração média de consultas

Portugal em 10º lugar na duração média de consultas

Além de colocar os médicos em risco de burnout, as consultas mais curtas estão associadas a piores resultados de saúde para os pacientes e excesso de medicação.

O maior estudo internacional realizado até à data sobre a duração média das consultas de cuidados primários – ou Medicina Geral e Familiar – coloca Portugal na 10ª posição do ranking, com uma média de 15,9 minutos por consulta. A investigação – que contou com a participação de Ana Luísa Neves, investigadora Departamento de Medicina da Comunidade, Informação e Decisão em Saúde (MEDCIDS) da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) e do Imperial College London – analisou dados referentes a 67 países.

Em 15 desses países– o que representa 50 por cento da população mundial – a duração média de uma consulta de cuidados primários é inferior a cinco minutos. A Suécia ocupa a primeira posição com uma duração média de 22,5 minutos por consulta e o Bangladesh a última com uma duração média de 48 segundos.

O estudo aponta que, além de colocar os médicos em risco de burnout, as consultas com tempos mais curtos foram associadas a piores resultados de saúde para os pacientes. A investigação permitiu, também, salientar uma relação entre as consultas mais curtas e a prescrição de múltiplos fármacos prescritos a um paciente, uso excessivo de antibióticos e má comunicação entre o paciente e o médico. A procura de cuidados de saúde primários tem aumentado em todo o mundo, exercendo uma maior pressão nos tempos médios de consulta.

By | 2017-12-27T10:10:15+01:00 Janeiro 25th, 2018|Categories: NOTÍCIAS|0 Comments

About the Author:

Leave A Comment