You are here:--Escolas de norte a sul do país exibem vídeo de sensibilização para os sinais de alerta de AVC

Escolas de norte a sul do país exibem vídeo de sensibilização para os sinais de alerta de AVC

São mais de 50 escolas de vários agrupamentos, centros educativos e colégios um pouco por todo o país a aderir à campanha de sensibilização lançada pela Sociedade Portuguesa do Acidente Vascular Cerebral (SPAVC) para assinalar o Dia Nacional do Doente com AVC. A SPAVC desafiou escolas, hospitais e outras instituições a exibir um vídeo didático sobre AVC especialmente pensado para crianças e jovens.

O que é o AVC, sinais de alerta, fatores de risco e medidas básicas de prevenção são as mensagens transmitidas em apenas dois minutos de animação multimédia. O vídeo será exibido ao longo do dia de hoje para crianças e jovens desde a idade pré-escolar até ao ensino superior e será integrado em ações de sensibilização promovidas em serviços hospitalares, Unidades de AVC e outras instituições de saúde para toda a população participante.

“É muito importante que a educação para a saúde comece desde muito cedo e faça parte do percurso escolar e familiar das crianças. Para além de atuarmos na prevenção do AVC, com a promoção de estilos de vida saudáveis e alertando para os fatores de risco daquela que continua a ser a primeira causa de morte e incapacidade em Portugal, atuamos também no reconhecimento dos sinais de alerta do AVC, pois poderão ser estas crianças e jovens a identificá-los em pais, avós ou outros familiares, tendo um papel ativo e determinante na ativação dos meios de emergência”, avança o Prof. Doutor José Castro Lopes, presidente da SPAVC.

Basta o aparecimento de um dos chamados “3Fs”: Dificuldade em falar; Desvio da face (Boca ao lado); Falta de força num braço, para suspeitar de um AVC e ligar de imediato para o 112. Através da Via Verde AVC, os doentes poderão chegar rapidamente aos hospitais capazes de fornecer os tratamentos adequados.

Todos os anos, mais de 6,5 milhões de vidas são perdidas em todo o mundo e 1 em cada 6 pessoas vai ter um AVC. Em Portugal, três pessoas por hora sofrem um AVC, um dos quais acaba por morrer e pelo menos metade ficará com sequelas incapacitantes.

O AVC pode acontecer a qualquer pessoa, em qualquer idade, em qualquer momento e envolve todos: sobreviventes, familiares, amigos, profissionais de saúde, locais de trabalho e comunidade em geral. Responder rapidamente aos sinais de alerta pode fazer a diferença entre a recuperação e a incapacidade.

“Hoje, milhares de pessoas vão assistir a um vídeo que contém mensagens capazes de salvar vidas, quer através da prevenção do AVC, quer através do reconhecimento dos sinais que permitem um tratamento rápido e mais eficaz, sendo certo que a prevenção é sempre preferível ao tratamento”, finaliza o Prof. Doutor José Castro Lopes.

Para os doentes que sofreram um AVC, que dão “voz” a esta efeméride nacional, a mensagem do presidente da SPAVC é clara: “a reabilitação é um direito de todos os doentes, que deve ser exigido, e não uma esmola. A reabilitação deve começar no primeiro dia após o evento, ainda no hospital, e só deve terminar quando o doente recupera a sua autonomia”.

O vídeo pode ser visualizado aqui. Ajude-nos a divulgar!

By | 2018-04-10T12:07:22+01:00 Abril 5th, 2017|Categories: NOTÍCIAS|0 Comments

About the Author:

Leave A Comment